Nasceu a 24 de Setembro do ano de 1967 na cidade do Porto. Filho de pais separados, foi criado pela mãe a que mais tarde se ajuntou o seu padrasto. De tradição católica era desde cedo frequentador de catequese. Aos oito anos de idade contraiu uma doença nos rins. O médico dizia se tratar de uma infecção, mas que não havia na medicina resposta para aquele problema: "... minha senhora deixe o seu filho fazer o que quiser, comer o que quiser, leve-o onde ele quiser, porque não sei mais o que fazer..." palavras do médico.

Nessa mesma noite a sua mãe D. Zulmira, instruiu o Augusto para que pedisse a Jesus que o curasse. Assim foi, deitado na sua pequena cama, de mãos postas e de lágrimas nos olhos o Augusto orou: "...Jesus por favor peço que me cures...". No dia seguinte acordou completamente curado. Quem veio a confirmar isto foi o mesmo médico que, antes dizia não saber o que fazer neste caso, agora rasgou os exames anteriores do Augusto dizendo: " D. Zulmira, não sei o que aconteceu, mas o seu filho não tem nada!!".

Assim começava uma história do Augusto com Deus. Estudou até aos seus 12 anos de idade, altura em que teve de deixar os estudos para ajudar no sustento da casa, os recursos eram poucos só o escasso salário do seu padrasto. Já tinha 15 anos, quando se constou, na freguesia onde vivia (Arcozelo), que tinha surgido um "bruxo". Um jovem de família conhecida, músico clássico por profissão, havia largado a sua promissora carreira e estava a dar umas reuniões em casa dos seus pais. D. Zulmira foi convidada pelo próprio, não querendo ir só, convenceu o Augusto a acompanhá-la, um pouco contrariado o Augusto acompanhou a mãe e foram lá assistir á tal reunião. Aquele jovem simpático, mais tarde conhecido como o Pastor Leonel Ferreira, pregou o Evangelho. No final fez um apelo: "quem quer receber Jesus como seu Senhor e Salvador..." Augusto levantou a mão e aceitou a Cristo. Era o dia 19 de Fevereiro de 1982.

 

Nunca mais Augusto faltou às reuniões, quer para ouvir o Evangelho, quer para oração. No final desse mesmo ano começou a trabalhar por conta própria, foi quando numa vigília, Augusto ouviu: "DEIXA TUDO, VEM APÓS MIM, E FAREI DE TI UM PESCADOR DE HOMENS". Obedecendo ao chamado de Deus em Janeiro de 1983 Augusto ingressou no seminário para se preparar para o ministério.

 

Faltando um ano para terminar o curso de teologia, Augusto saiu do seminário obedecendo a instruções especificas que recebera num sonho: " vou sair do seminário e preciso é fazer a vontade de Deus..." dizia no sonho.

 

Regressou á sua igreja local onde ficou a ajudar o seu pastor (Pr. Leonel Ferreira). Abriram uma igreja numa pequena vila (Estarreja) e Augusto ficou o pastor encarregado dela. Pastoreou durante dois anos. Mais tarde ingressou numa outra denominação onde serviu como co-pastor desse ministério. Em 1990 surge a necessidade de ir para África (Angola) e dar continuidade a um trabalho missionário que já havia começado.

 

Assim Augusto viveu dois anos em Angola como pastor da igreja recem começada em Luanda. Foi uma universidade para ele, ali teve de aprender a depender de Deus, viu grandes milagres. Apanhado pela guerra passou por grandes tribulações. Numa das quais Augusto pensou em desistir e regressar a Portugal. Mas num sonho foi-lhe dirigida uma voz que dizia: " DESISTE DE DESISTIR, DUVIDA DAS DÚVIDAS, PORQUE O SENHOR NÃO DEIXARÁ DE CUMPRIR A SUA PALAVRA. AQUILO QUE PREGAS AOS OUTROS TAMBEM FUNCIONA PARA TI." foi moldado como barro nas mãos do oleiro, mas aprendeu que Deus é fiel e que não deixará de cumprir a sua palavra. Dois anos depois a igreja contava já com mais de 10.000 pessoas, deixou a igreja estabelecida e mais nove outras igrejas que entretanto foi abrindo e 45 locais de pregação um pouco por todo o pais desde Malange até Huambo.

 

Regressou a Portugal onde serviu como co-pastor na igreja sede da denominação. Foi missionário em Espanha e Brasil onde viveu algum tempo ajudando os pastores locais independentemente da sua denominação. Viajou por várias nações ministrando ás igrejas locais e a grupos de pastores: Argentina, Brasil, Espanha, Canárias, São Tomé, Moçambique, Congo, África do Sul, Rússia, Holanda, Inglaterra, Luxemburgo e Alemanha além de Portugal ministrou em diversas igrejas.

 

Em 2006 Augusto regressou á sua igreja mãe, e voltou a trabalhar como co-pastor, junto com o seu primeiro pastor, Leonel Ferreira. Depois de receber pedidos de várias famílias de Lisboa para que abrisse uma igreja naquela cidade, Augusto em Janeiro de 2007, com o acordo do seu pastor, deu inicio á igreja Zoë em Lisboa.


  • DSC00272
  • DSC00273
  • DSC00274
  • DSC00275
  • DSC00276
  • DSC00277
  • DSC00278
  • DSC00279
  • DSC00280
  • DSC00283
  • DSC00284
  • DSC00285
  • DSC00287
  • DSC00288
  • DSC00299
  • DSC00272
  • DSC00273
  • DSC00274
  • DSC00275
  • DSC00276
  • DSC00277
  • DSC00278
  • DSC00279
  • DSC00280
  • DSC00283
  • DSC00284
  • DSC00285
  • DSC00287
  • DSC00288
  • DSC00299